8.2.11

Reencontrando um amor do passado



Quem nunca teve  grandes amores na adolescência que eram para sempre? Amores que duravam pouco tempo,mas que na época eram " quase " para sempre ?Dor de amor que  sentiamos que iamos morrer se não as curássemos,mas não nos mataram. Depois de tantos anos,ainda estamos vivos, e esses amores ficaram no passado. Temos uma vida corrida,trabalho,família,casa...nos esquecemos de tudo isso,mas estamos sempre desejando ter aquele sentimento,estar com uma pessoa que nos faz perder o fôlego,o príncipe encantado que sabemos viver somente nos contos de fadas...mas porque não?
Então um dia,nos encontramos com o passado. No começo é somente uma troca de olhar,coisa rápida.Um outro encontro e trocam telefones,não será problema,agora são somentes amigos.Então vem os e-mails,marcam almoços para somente conversarem e algo te incomoda e novamente você pensa: "Somos somente amigos agora,nada  de mais".  Então começam a ter encontros mais frequentes e os sentimentos começam a voltar,ou assim você pensa.  Surgem brigas e desconfianças em casa,você já não age mais como antes e surgem os problemas.
 Tentar fugir dos problemas não adianta,mas que forma melhor de fugir do que sonhar com amores impossíveis,príncipes encantados em seus cavalos brancos e tudo mais.. infelizmente uma hora temos que acordar pra realidade,não é tão fácil largar uma vida estável,com marido e filhos para correr atrás de sonhos,amores dos passados. Muitas vezes pensamos em largar tudo isso para viver esse grande amor,um caso mal resolvido,mas e as consequencias? Será que realmente é amor? Podemos viver com a dúvida do " e se..."?  E se resolvemos correr o risco,e  acabamos percebendo que nada passava realmente de um sonho,que deveriamos ter deixado onde estava,no passado. Ou se tudo for real ,será que conseguiriamos largar tudo sem pensar também em quem iriamos magoar? O marido (esposa) que era maravilhoso,já não é mais. Você começou a ver os defeitos e as qualidades que via,já não enxerga.E tudo isso porque alguém do passado voltou. Porque em questão de amor,sempre vemos o nosso lado primeiro,porque não somos felizes,que a vida é injusta e tudo deveria ser diferente... Gostaria muito da opinião de vocês sobre esse assunto,sempre tem alguém que já passou por isso,ou está passando,seja homem ou mulher,acho que todos pensamos ás vezes nos amores da adolêscencia e em como teria sido se não tivesse havido um rompimento. 


Bia Rodrigues

24 comentários:

Anônimo disse...

To vivendo isso!!!
Não sei o que fazer!!! Acho que to entrando em desespero....Alguem aí dê um exemplo de final bom para todos!!! Bjs

Anônimo disse...

Também estou vivendo isso, estranho porque não consigo seguir em frente com meu casamento, já me veio na ponta da língua diversas vezes terminar tudo e ir viver este amor, porem me falta coragem... tenho muito a perder, mas estou infeliz muito infeliz e sei que também estou sendo injusta com minha família... Mas sei q também estou sendo injusta comigo... o q fazer??? não sei, com certeza esta é a decisão mais difícil da minha vida!!!

Anônimo disse...

nossa to nessa mesma situação é muito dificil sou casada mais meu primeiro amor voltou e tudo mudou já n consigo me realacionar com meu esposo igual eramos antes; sofro muito em silencio mais estou preste a tomar uma decisão pois já não aguento mais enganar a mim e ao meu marido; já nos separamos uma vez por esse motivo voltei novamente com ele com a esperança de ter mudado mais nada mudou; vou ficar sosinha por um tempo pois eu mais esse amor do passado tivemos uns desentendimento, vou colocar tudo nas mãos de Deus q ele cuidará pra mim, se for da vontade do senhor eu viver esse antigo amor Deus colocará as coisas tudo em seu devido lugar e voltaremos a ficar juntos novamente...

Anônimo disse...

Não sei bem o que acontece comigo agora, é quase isso tudo ai, não fosse pelo fato de que na época da adolescência, eu não era apaixonada por ele, tivemos um envolvimento rápido, não deu tempo de saber qual era o sentimento de verdade, fomos cada um pro seu lado, hoje, eu com 24 anos de casada e 26 sem vê-lo, me deparo com um pedido de aceitação de amizade no face, na hora eu parei, paralisei, e uma onda de alegria me invadiu a alma, aceitei sem demora e lhe mandei uma mensagem inocente, tipo de como era bom vê-lo novamente e para minha surpresa, ele tem falado diariamente comigo, tem me dito coisas não ditas no passado, que sentia muito não ter tido tempo nem oportunidade de "me conquistado" palavras dele...eu confesso que estou nas nuvens com tudo isso, tenho me perguntado: o que é isso q eu tou sentindo? mas sabe, o que quer que seja isso tudo, tá me fazendo um bem enorme, tou me sentindo, amada, desejada, querida, coisas essenciais a nós mulheres e que com o passar dos anos o casamento vai, querendo ou nao apagando, então, eu quero viver essa alegria por completo, se tou sendo injusta, não sei, a gente nunca se permite nada em respeito a família, e com isso vai deixando de viver, não quero mais viver de aparencias, quero viver, viver.

Anônimo disse...

Por estou vivendo isso tudo também mas eu nao cheguei a me relacionar com ele pois era namorado da minha melhor amiga agora estou casada 10anos tenho filhos e ele apareceu estava no meu face ai vir um convite quando eu vi era ele minha paixão do passado nossa meta coração acelerou eu nem mandei mensagem sair do face ai quando foi no outro di ele.mando uma mensagem falando quando tempo nós nao nos vemos depois dai eu nao consigo mais para de falar com ele. E agora nao sei mas oq fazer pois tenho medo de nao seer oq eu imagino tenho medo de sofre e larga minha vida por ele e nao de em nada ai que decisão ruim machucar mmt meu coração

Anônimo disse...

Tenho uma historia parecida com as colegas acima. Tive um relacionamento aos 16 anos éramos apaixonados um bom moço, educado, romântico, cavalheiro tudo que uma mulher poderia sonhar em um homem, tive a minha primeira experiência sexual com ele, minha família descobriu e fez o nosso relacionamento acabar, meu pai me mandou para uma fazendo distante da cidade quando voltei ele me procurou só que eu tinha um irmão que ficava o tempo todo comigo não me deixava só um segundo, e sempre dizendo se ele se aproximar eu mato. Então para preservar a vida dele preferi me afastar sem das explicações então ficou vago. Tive alguns relacionamento e minha família me afastando de todos os namorados então conheci uma garota e comecei a me relacionar com ela e dai por diante passei a me relacionar com mulheres já que minha família não queria que eu me relacionasse com homens, minha mãe descobriu e como eu morava com ela me pois para fora de casa, com 18 anos conheci um homem que me deu apoio inicialmente, fomos morar juntos, ele deixava eu me relacionar com outras mulheres, isso durou 1 anos e 4 meses, terminei pois não era o que eu queria, namorei outras mulheres quando estava com 20 anos encontrei um amigo de colégio comecei a me relacionar com ele e logo fomos morar juntos durou 5 meses engravidei, o sonho da minha mãe estava concluído, por sinal uma linda menina, quando estava com 25 anos conheci uma mulher me apaixonei e nos relacionamos a distancia por 1 anos e 3 meses e logo ela veio para minha cidade somos apaixonadas uma pela outra porem temos princípios evangélico e sabemos que não condiz com a religião, porém nos gostamos muito e brigamos muito também. E em todo esse tempo tive procurado pelo meu grande amor do passado sem sucesso procurei no Orkut, Facebook, Instagram, Twitter, em todas as redes sociais que passou por todo esse tempo e nada de encontrar, morando na mesma cidade nunca nos encontramos e se passaram 14 anos e o grande amor da minha vida ressurge me solicitando amizade no Facebook quando vi o seu nome que a poucos meses havia tentado encontrar levei um susto que quase bati o carro estava saindo da faculdade e vi o sinal de alerta no celular. Aceitei de imediato e logo deixei uma mensagem "Oi, quanto tempo?". Quando cheguei em casa ele me responde ai começamos a nos falar me falou um pouco da vida que esta casado e não anda muito bem o casamento e logo em seguida fala que o seu sucesso só não e completo pois não me tem ao seu lado, que nunca conseguiu me esquecer e que eu sou o grande amor da vida dele. Verdadeiramente estou abalada minhas estruturas se transformaram em ruínas, estou novamente completamente apaixonada por ele, ele não sabe do meu relacionamento homoafetivo e ele e casado e tem filho que tonar mais difícil uma separação, porém meu relacionamento apesar das discussões e sólido e me torna uma mulher mais forte a cada dia que passa, mais não sei o que fazer! No momento em que eu estava redigindo esse comentário ele me ligou e disse que para que ele seja feliz na vida dele eu tenho que esta presente.

Anônimo disse...

Estou vivendo esta situação ,tem sido muito dificil estou casada a 13 anos tenho dois filhos ,tenho um amor do passado de 18 anos atraz eu tínhamos 10 anos quando tudo começou sempre nos amamos mas por imaturidade nossa seguimos rumos diferentes ,hoje depois de 18 anos ele voltou para minha vida através do face ,nos amamos muito sofremos por toda essa situação meu casamento esta indo de mal a pior,nos encontramos para ver olho a olho se era amor ou sentimentos de adolecentes e vimos que realmente nos amamos muito estou prestes a tomar a decisão mais dificil da minha vida mas devemos dar uma chance a nós mesmas pois sei que se eu não fizer isso serei infeliz para sempre

Anônimo disse...

Vivo uma situação parecida e estou copletamente perdida com medo de ter reacendido meu amor de novo eu era muito jovem no passado e ele me maguou muito pois dizia ser solteiro e tinha namorada,no passado todos me julgavam pois ele era mais velho e do mundo e eu apenas uma menina,8 anos se passaram ele casou teve foi pai e eu uma vez perdida via ele por ai e mesmo tendo virado a pagina ao vê-lo eu sempre dizia pra mim mesma "a minha historia com esse homem ainda ñ acabou" ele me envolvia de uma tal forma,por ironia do destino reencontrei ele separado e no meio da noite bohemia perdemos a noção do tempo conversando e tudo aquilo do passado voltou a tona,tenho muito medo pois e uma relação totalmente impossivel por conta da sociedade e de nossas familias,mas talvez seja isso que tem feito nossos flash backs serem mais intensos e amorosos.

Anônimo disse...

gente pelo amor de deus me ajudem.... estou vivendo essa mesma situação e não sei o que fazer...
sou casada e ele tbm eu tenho dois filhos e ele tbm....mais tem alguma coisa lá dentro que me diz se jogue...Mais ao mesmo tempo morro de mêdo... só de falar com ele eu fico nervosa, não consigo entender como uma pessoa depois de 10 anos re-aparece na sua vida e lhe causa tantas sensações ao mesmo tempo... e o pior é que eu nem sabia disso... mais bastou ele me ligar pra eu voltar a sentir tudo isso de novo... o que eu faço me AJUDEM URGENTE!!!!

Anônimo disse...

Eu sou homem e hoje, 28 de agosto de 2015, estou vivendo exatamente isso. Tenho 40 anos, estou num relacionamento estável há16 anos, tenho uma filha de 10 anos. Eu tive uma namorada em 1995, na época eu tinha 20 anos e ela tinha 16 anos. Namoramos um ano e íamos nos casar. Eu a amava mais do que tudo nesse mundo. Ela era a metade de mim. Éramos muito felizes. Um dia, aconteceu algo muito grave, que não foi traição de nenhum aparte, e isso teve uma grande repercussão. A mãe dela era muito dura, e como a filha era menor de idade, a levou abruptamente para outro estado. E até me ameaçaram de morte se fosse atrás dela. Eu não sabia para onde tinham ido. Deste dia em diante, a dor da perda invadiu a minha alma. Eu sofri muito, chorei todas as lágrimas que os meus olhos poderiam produzir. Com o tempo acabei me envolvendo com outra pessoa que também tinha tido um relacionamento conturbado. Ficamos juntos até hoje, 28 de agosto de 2015. Acontece que há uma semana reencontrei na internet a mulher que tanto amava, porque na verdade nunca deixei de amá-la. Eu apenas tinha criado um invólucro ao redor do meu coração para impedir que a dor que machucasse ainda mais. Ainda era um sentimento que me incomodava. Eu pensava que ela nunca tinha me amado e que até me odiasse, mas após o reencontro soube que nunca foi assim. Ela também sofreu muito depois da abrupta separação. Ela esta casada e tem três filhos. No início ela até me deu conselhos para esquecer o passado por era tarde demais, mas ontem me confessou que não para de pensar em mim e que está sofrendo, pois a aflição tomou conta da sua alma. Ela gosta do marido, mas também gosta de mim e não sabe o que fazer. Eu quero vê-la pessoalmente, ela também, mas teme, pois sabe que seu coração esta sendo regido por uma coisa que ala não quer ou não pode fazer. Ela está aflita, eu estou aflito. Não sei o que fazer. Se ela abandonar o marido e ficar comigo, isso é tudo que eu quero, pois a amo profundamente. Já pedi a Deus para abrir os nossos caminhos. Eu quero isso, mas não se ela conseguirá fazer o mesmo. Eu ainda não sei o que o futuro nos reserva. Hoje vou ligar para ela as 16:40 para conversar mais um pouco. Só espero que o futuro nos compense pelos vinte anos de sofrimento.

Anônimo disse...

Sinto a mesma coisa, um misto de paixão, ilusão, curiosidade, medo do que está por vir. Por enquanto é tudo virtual. Já tentei marcar encontros presenciais mas, ainda não foi possível. Ele está divorciado e tem dois filhos pequenos. Eu contínuo casada. No fundo sei que maior parte da história deve aos 15 anos que não nos vemos, às frustrações do dia a dia. De qualquer forma adoraria revê-lo. A nossa paixão ficou guardada num lugar muito especial para ambos. A distância, cada um vive em um país, impossibilitou que concretizassemos a nossa história. Talvez ela deva permanecer um lindo amor de verão.

Andressa disse...

Também vivo uma história parecida.
Conheci um homem quando era apenas uma adolescente sempre ficávamos juntos, e eu era completamente apaixonada, por ele mas não sabia se ele, sentia o mesmo por mim, pelo fato que na época ele tinha 22 anos eu achava,que ela jamais iria querer ter um relacionamento comigo.
Ele não morava na minha cidade, estava apenas passando um tempo, no dia em que ele estava, info embora eu fui encontrá-lo para me despedir, até comprei um cartão para dar a ele, é nesse cartão eu me declarava para ele, dizia que amava mais que tudo,e não queria que ele fosse embora!!
Mas pelo motivo de ele estar com um amigo, nesse tal dia fiquei com vergonha, e sem coragem de entregar.Bom ele foi embora é nois mantivemos contato por msgs, e telefonemas voltamos a nós e encontrar mais uma vez, e novamente não tive coragem de falar que amava demais.Ele foi embora!!!
Depois de um certo tempinho acabaram roubando meu celular, e eu acabei perdendo o contato com ele, sofri tanto por ele.Ao passar dos tempos conheçi um rapaz com quem, acabei me casando e formando uma família.Confesso que sempre guardei esse amor por ele,a sete chaves, anos depois acabei achando ele no face e começamos a nós falar, e de imediato já confessamos que nós amávamos eu assim como, ele ficamos com medo, de nós declarar ele disse que pensou que por eu ser uma menina, só queria curtir, eu achava que por ele ser um homem, não iria querer uma menina. O fato é que ele está casado e tem filhos, e eu tbm sou casada a quase 7 anos e tem um casal.Tenho uma relação estável não a motivos pra separação, e assim acontece com ele tem um casamento estável.
há quase 1ano voltamos a nós falar, e temos certeza que nós amamos ele mora em outra cidade, não nós vimos pessoalmente outra vez ainda.Não sabemos oq fazer pois ambos gostam de seus companheiros,e cada um tem uma família que não temos coragem de separar, vivemos esse drama não sabemos oq fazer!!! Não quero trair meu marido pois ele é maravilhoso e todos os dias diz, que quer ficar velhinho do meu lado. Eu tenho nojo de mim, por amar outro não quero magoar meu esposo.faço 22anos este ano.Acho que devo, continuar meu casamento e não destruir minha família, levar até onde Seus quiser se for da, vontade de Deus que um dia,possamos viver esse amor ficarei feliz, amo meu amor do passado e sempre o amarei,sempre guardei esse amor em meu, coração e continuarei gardando.

Andressa disse...

Também vivo uma história parecida.
Conheci um homem quando era apenas uma adolescente sempre ficávamos juntos, e eu era completamente apaixonada, por ele mas não sabia se ele, sentia o mesmo por mim, pelo fato que na época ele tinha 22 anos eu achava,que ela jamais iria querer ter um relacionamento comigo.
Ele não morava na minha cidade, estava apenas passando um tempo, no dia em que ele estava, info embora eu fui encontrá-lo para me despedir, até comprei um cartão para dar a ele, é nesse cartão eu me declarava para ele, dizia que amava mais que tudo,e não queria que ele fosse embora!!
Mas pelo motivo de ele estar com um amigo, nesse tal dia fiquei com vergonha, e sem coragem de entregar.Bom ele foi embora é nois mantivemos contato por msgs, e telefonemas voltamos a nós e encontrar mais uma vez, e novamente não tive coragem de falar que amava demais.Ele foi embora!!!
Depois de um certo tempinho acabaram roubando meu celular, e eu acabei perdendo o contato com ele, sofri tanto por ele.Ao passar dos tempos conheçi um rapaz com quem, acabei me casando e formando uma família.Confesso que sempre guardei esse amor por ele,a sete chaves, anos depois acabei achando ele no face e começamos a nós falar, e de imediato já confessamos que nós amávamos eu assim como, ele ficamos com medo, de nós declarar ele disse que pensou que por eu ser uma menina, só queria curtir, eu achava que por ele ser um homem, não iria querer uma menina. O fato é que ele está casado e tem filhos, e eu tbm sou casada a quase 7 anos e tem um casal.Tenho uma relação estável não a motivos pra separação, e assim acontece com ele tem um casamento estável.
há quase 1ano voltamos a nós falar, e temos certeza que nós amamos ele mora em outra cidade, não nós vimos pessoalmente outra vez ainda.Não sabemos oq fazer pois ambos gostam de seus companheiros,e cada um tem uma família que não temos coragem de separar, vivemos esse drama não sabemos oq fazer!!! Não quero trair meu marido pois ele é maravilhoso e todos os dias diz, que quer ficar velhinho do meu lado. Eu tenho nojo de mim, por amar outro não quero magoar meu esposo.faço 22anos este ano.Acho que devo, continuar meu casamento e não destruir minha família, levar até onde Seus quiser se for da, vontade de Deus que um dia,possamos viver esse amor ficarei feliz, amo meu amor do passado e sempre o amarei,sempre guardei esse amor em meu, coração e continuarei gardando.

Anônimo disse...

Também vivo uma história parecida.
Conheci um homem quando era apenas uma adolescente sempre ficávamos juntos, e eu era completamente apaixonada, por ele mas não sabia se ele, sentia o mesmo por mim, pelo fato que na época ele tinha 22 anos eu achava,que ela jamais iria querer ter um relacionamento comigo.
Ele não morava na minha cidade, estava apenas passando um tempo, no dia em que ele estava, info embora eu fui encontrá-lo para me despedir, até comprei um cartão para dar a ele, é nesse cartão eu me declarava para ele, dizia que amava mais que tudo,e não queria que ele fosse embora!!
Mas pelo motivo de ele estar com um amigo, nesse tal dia fiquei com vergonha, e sem coragem de entregar.Bom ele foi embora é nois mantivemos contato por msgs, e telefonemas voltamos a nós e encontrar mais uma vez, e novamente não tive coragem de falar que amava demais.Ele foi embora!!!
Depois de um certo tempinho acabaram roubando meu celular, e eu acabei perdendo o contato com ele, sofri tanto por ele.Ao passar dos tempos conheçi um rapaz com quem, acabei me casando e formando uma família.Confesso que sempre guardei esse amor por ele,a sete chaves, anos depois acabei achando ele no face e começamos a nós falar, e de imediato já confessamos que nós amávamos eu assim como, ele ficamos com medo, de nós declarar ele disse que pensou que por eu ser uma menina, só queria curtir, eu achava que por ele ser um homem, não iria querer uma menina. O fato é que ele está casado e tem filhos, e eu tbm sou casada a quase 7 anos e tem um casal.Tenho uma relação estável não a motivos pra separação, e assim acontece com ele tem um casamento estável.
há quase 1ano voltamos a nós falar, e temos certeza que nós amamos ele mora em outra cidade, não nós vimos pessoalmente outra vez ainda.Não sabemos oq fazer pois ambos gostam de seus companheiros,e cada um tem uma família que não temos coragem de separar, vivemos esse drama não sabemos oq fazer!!! Não quero trair meu marido pois ele é maravilhoso e todos os dias diz, que quer ficar velhinho do meu lado. Eu tenho nojo de mim, por amar outro não quero magoar meu esposo.faço 22anos este ano.Acho que devo, continuar meu casamento e não destruir minha família, levar até onde Seus quiser se for da, vontade de Deus que um dia,possamos viver esse amor ficarei feliz, amo meu amor do passado e sempre o amarei,sempre guardei esse amor em meu, coração e continuarei gardando.

Monique Souza disse...

Eai conseguiu decidir isso? Como foi?

Anônimo disse...

Ka

Estou nesta mesma situação , estou casada a 18 anos tenho dois filhos e ele também e a um tempo um simples encontro no ônibus mudou a minha vida de cabeça para baixo.
Um amor de criança tinha apenas uns 12 anos e ele 10 , eramos apaixonados mais nunca nos relacionamos , então arrumei um namorado e ele sumiu.
Depois de 23 anos encontro com ele no ônibus e meu coração parecia que iria pilar pela boca , já tínhamos amizades no Face , mais não nos falávamos depois que encontrei ele dois dias depois foi seu aniversario e desejei parabéns e desde então , nos falamos todos os dias , já rolou um beijo e não sei o que faço estou muito mal com tudo isso mais ao mesmo tempo super feliz ter reencontrado e de está tendo a oportunidade de viver o que não vive , ele é um amor super carinhoso , não sei o que falo.


Socorro me ajudem.

Belina Fernandes. disse...

Nossa! Estou vivendo algo muito parecido. Reencontrei através do Facebook, dps de 26 anos, um amigo da época de escola (qd tínhamos 17/18 anos) e temos nos comunicado todos os dias (manhã,tarde e noite). Já nos encontramos pessoalmente 3 vezes e foi maravilhoso. Eu continuo solteira, mas ele está casado e tem um filho (moro na mesma cidade q a esposa dele e ele mora noutra). Na época da escola,éramos amigos e eu nunca soube que ele era apaixonado por mim. Diz ele, q ao me reencontrar, todo sentimento voltou. Sinto que estou cada vez mais apaixonada por ele e pretendo curtir cada momento juntos sem criar grandes expectativas, pois qd estou em seus braços, sinto-me a pessoa mais feliz do mundo.

Anônimo disse...

Vivendo isso tb! Não sabemos o que fazer. Necessidade enorme de se reencontrar. Turbilhão de sentimentos e desejos. Tô perdida tb.

LULINDA disse...

Olá posso saber o que vc resolveu com essa situação pois estou numa situação parecida e nada melhor que um conselho de quem passou por isso me responda se puder meu email luci_adm02@hotmail.com

LULINDA disse...

Olá posso saber o que vc resolveu com essa situação pois estou numa situação parecida e nada melhor que um conselho de quem passou por isso me responda se puder meu email luci_adm02@hotmail.com

LULINDA disse...

Olá posso saber o que vc resolveu com essa situação pois estou numa situação parecida e nada melhor que um conselho de quem passou por isso me responda se puder meu email luci_adm02@hotmail.com

Anônimo disse...

O meu caso foi que quando tinha 19 anos conheci um homem de 28 no local aonde estagiava,r senti um amor a primeira vista, senti algo forte também dele quando ele me viu...trocávamos muitos olhares e conversávamos muito pq estávamos bem interessados um no outro, porém ele era casado e tinha 2 filhos. Havia se casado bem jovem e vivia razoavelmente bem com a família que constituiu. Com o Passar do tempo, não resisti aos seus encantos e tivemos um breve caso de amor que acredito que não foi mais a frente pq tive que dar um ponto final, pois já estava muito envolvida num relacionamento que não teria muito a me oferecer por causa das circustancias. Ainda engravidei e abortei com coração partido,pois de forma alguma queria prejudicar alguém que amava tanto. Sumi, chorei, morri e morro de saudades até hoje do pouco que passei com ele. JÁ TIVE outros namorados e me casei, mas com ele td foi diferente. DEPOIS de quase 15 anos nos reencontramos, ele me deu um abraço bem apertado e foi maravilhoso aquele momento. VOLTAMOS a trabalhar juntos e através de pessoas em comuns sempre ficava sabendo que ele perguntava por mim. UMA alegria tremenda invadia meu coração em saber que não era só eu que sentia...Cada olhar e cada palavra dele a mim sinto a profundidade e a sinceridade...os olhares, que olhares...nem precisa ter nada, pois só em ter o privilégio de te-lo perto de mim e sentir esse olhar profundo ja é suficiente para ser feliz. Embora tenha mos um tempo sem nos ver,ainda o amo como a primeira vez.

Anonimo disse...

Eu tô vivendo isso!!eu o conheci eu tinha 13 anos ele 17,meu primeiro amor.hoje depois de 35 anos nos reencontramos no face.situação complicada!não queremos mais dei ar de falar um com outro, uma explosão de sentimentos tomou conta de nos! E o que é pior!! Somos casados!!a nossa sorte e que estamos vivendo em estados diferentes e isso me deixa mais tranquila.

Anônimo disse...

E aí como foi conta pra gente???

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...